menu close menu

Post

A quem chamamos de “herói”?

Não sei se essa festividade é mundial, mas no segundo domingo do mês de Maio o meu País pára e celebra o dia das mães.
Noutro dia ouvi alguns irmãos falando: “Meu pai, meu herói”. E me questionei, “porque?”. Não quero desmerecer a figura do pai pelo fato de comemorarmos hoje o dia das mães, não. Eles são fundamentais na vida de qualquer ser humano, e é peça fundamental para uma família 100% estruturada. Uma familia que não tem a figura masculina presente sofre, indiretamente, a falta e o vazio deixado por ele. Mas quero direcionar as minhas palavras para as mães no dia de hoje.
As mães são tão “heróis” quanto os pais. Muitas delas são os “homens” da casa, só que com um rostinho delicado.
Quantos exemplos temos de mães que, por algum motivo, levam a gravidez sozinha e sem o apoio de ninguém. Muitas vezes são jovens, cheias de sonhos e projetos, mas por algum incidente da vida, viu-se com um ser sendo gerado dentro de você. Muitas outras passam anos construindo e zelando por uma familia, mas de uns anos pra cá assume o papel de mãe-pai porque o marido viu alguém mais novinha? Normalmente é ele quem sai de casa, mas ela? Fica com toda a responsabilidade e carrega nas costas uma das instituições mais sérias que um ser humano pode fazer parte; a “família”. São histórias reais. Muitas mães são “felizes” na relação com os filhos, mas são frustradas na relação com o marido e, muitas vezes, passam por cima de seus sentimentos de mulher, para não comprometer sua relação de mãe. Já ouvi história de mães que sofrem no casamento e que dizem: “se estou lutando pela a familia até hoje, é por causa dos meus filhos.” Toda mulher nasce com uma sementinha materna dentro dela que, se aflora, quando a boneca passa a ser gente e muda toda sua maneira de ver as coisas.
Ser mãe é ter “jogo de cintura” para administrar a brincadeira de “casinha” e “boneca” ao mesmo tempo. Para algumas, ser mãe é abrir mão de suas realizações pessoais (trabalho, viagens e etc), para dedicar-se, em tempo integral, ao filhos, marido e a casa. E acredite, pode ser mais difícil do que ser gerente em uma grande empresa. Sem falar naquelas que “se viram nos 30” porque o marido trabalha viajando e passa a maioria do tempo “sozinha”.
Ser mãe não é ser guerreira, é ser Herói. Um guerreio pode perder uma batalha, mas um herói já ganhou. Ser mãe é já vencer. Vencer a rotina, pois todos os dias há algo novo para aprender e uma superação quando se é mãe de filhos. E aquelas que não são apenas mãe de um, mas de dois, três ou quatro?!
Quanta coisa pra aprender, hein?! Me admira ver aquelas que correm atrás dos seus sonhos, mas se realizam muito mais ao verem os sonhos de seus filhos serem realizados.
Algumas mães perdem a identidade e passam a ser o que os filhos querem. Elas se adaptam as necessidades dos filhos e oferecem o que eles precisam. Lembro-me bem que, quando tinha reunião de “pais e mestres” na escola (que quase sempre vão as mães), colocávamos a roupa que ela deveria usar na reunião, na noite anterior. Mesmo ela odiado a roupa, ela usava. Montávamos o look completo: blusa (executiva de botão e branca, calça social, colar, brincos, sapatos e bolsa), deixávamos em cima da cama e dizíamos assim” Mãe, usa essa roupa amanhã, tá?” Hoje eu sei que ela não curtia muito aquele look, mas ela usava para nos agradar =) (desculpa, mãe hahahaha). Quando somos crianças, sofremos horrores quando algum colega fala mal da mãe da gente. Eu já fui pra coordenação aos prantos porque alguém tinha falado mal dela. Na maioria dos casos, o assunto não tinha nada a ver, mas para ofender metia a mãe no meio, meu povo! Pra que? Mães que estão lendo esse post, ensinem seus filhos que não é legal falar mal da mãe dos amiguinhos em brigas no recreio ou no play do prédio- traumatiza as crianças e vai direto na alma (hoje também não admito, mas sou bem resolvida já hauahauahau).

Bem, diante de tantas palavras aqui, vou direcionar algumas para uma mãe especial, a minha.
Mãe, já ouvi muitas vezes você dizer- e sei que isto é uma frase do clube das mães- “certas coisas você só vai entender quando for mãe”. Verdade, mas antes de tudo quero deixar registrado a minha admiração por você. Admiro a sua força e garra todas as manhãs. Admiro sua disposição para levantar as 5:00 am e malhar. Chegar em casa, preparar o café de todos nós e a se arrumar para o trabalho. Trabalho este que não é fácil. Trabalhar por vinte anos na mesma empresa, a nossa. Está submetida a 20 anos ao mesmo “chefe”, meu pai. E mesmo assim, mesmo sendo dificil, separar com tanta sabedoria trabalho e família (Acreditem, não é fácil.).
Admiro sua inteligência na hora de assumir papéis que não são seus. Admiro sua postura diante dos funcionários e a forma como eles as respeitam, mesmo sendo uma mulher. Admiro sua segurança no instante de negociar com fornecedores e o seu poder de convencer os clientes na hora de fechar um negócio. Acho incrível a sua capacidade de advogar em favor de seus filhos diante do papai. Você é a melhor advogada do mundo e seus argumentos são infalíveis. Admiro seu cuidado e sensibilidade as necessidades de casa, mesmo estando tanto tempo fora. Admiro sua força, mesmo quando tudo está dificil e sua fé em Deus constrange a todos nós. Admiro sua vaidade saudável e vontade de estar sempre linda, mesmo não precisando se esforçar tanto para isso. Admiro sua compaixão ao participar de momentos dolorosos vividos por nós e de ser tão eficiente no papel de “mãe de três”, mesmo quando só geraste dois.
Admiro sua alegria e seu humor. Fazê-la rir é fácil demais e deixa um clima leve e agradável na família.
Obrigada por fazer dos nossos sonhos, o seu sonho.
Nós, filhos, somos- quase sempre- reflexo dos pais que temos. Pai, parabéns. Você não poderia ter escolhido mulher melhor para ser nossa mãe. Créditos à você!

Ainda não sou mãe, mas serei um dia. E meu desejo é que eles sintam , pelo menos, 10% do amor e da admiração que sinto por você, mãe.
Sintam-se amadas todos os dias, e tenha essa certeza hoje. Nós só podíamos estar comemorando esse dia, graças a Vocês.

Dizem que não existe escola para mães. Realmente, pode até não existir uma escola, mas existe professora e que, no meu caso, dorme no quanto ao lado do meu.

 Mães, Um dia Feliz para vocês:

Com amor, 
NoivaNova 

obs: Gostaria de postar mais mamães aqui, mas sintam-se parte do NoivaNova mesmo assim.

Deixe seu comentário