menu close menu

Post

Começando no aluguel para comprar meu imóvel à vista. Como?

“Achou o título provocativo? Quando ouvi essa proposta, estava em uma palestra sobre finanças do Rafael Paschoarelli (professor da USP, especialista em finanças), morrendo de sono. Acordei na hora, me ajeitei na cadeira e colei os olhos no telão.
Sim, é totalmente possível comprar seu apê morando de aluguel. Melhor ainda: desse jeito, você não assume dívidas, não paga juros e tem sua casa própria em menos tempo que no financiamento.
Se você é noiva ou noivo, chame seu respectivo, coloque-o em frente a esse computador e façam as contas juntos. Se você nunca nem pensou em casamento, mas veio parar aqui procurando formas de comprar sua moradia sem vender a alma, bem-vindo também. Lá no final do post, tem um link para uma calculadora de simulação (com o mesmo nome do título) para vocês comprovarem que não estou inventando!
Proposta
Se você está prestes a financiar um apartamento é porque a parcela do financiamento cabe no seu bolso, certo? A proposta aqui é: separe esse valor exato entre uma parte para pagar o aluguel de um apartamento no mesmo nível daquele que você quer comprar e outra para “poupar”. Todo mês, o dinheiro que sai do seu bolso será o mesmo que você já se planejou para desembolsar.
Em menos tempo que o financiamento, o dinheiro que você “poupou” por mês (que pode ser guardado em uma poupança, mas também colocado em outras aplicações que rendem mais) alcançará o valor do imóvel que você quer comprar. Não se esqueça que, quando for comprar o apartamento, também poderá usar o dinheiro acumulado no seu FGTS!
Por que isso funciona?
Você já parou para calcular os juros embutidos nos financiamentos de apartamentos? Eles são altíssimos. O valor que você pagará de aluguel será menor que os juros cobrados no financiamento. É por isso que você alcança seu objetivo (o valor total do apartamento) em muito menos tempo.
Prós
  • Você não assume dívidas e, portanto, se perder o emprego no meio do caminho, não precisa se desesperar.
  • Você tem mais mobilidade. Se trocar de emprego e quiser se mudar para mais perto, ou descobrir que a região que você escolheu não é tão boa assim e quiser se mudar, será mais fácil.
  • Você não perde dinheiro com juros. Tudo que você poupar, será patrimônio seu. As primeiras parcelas do financiamento são as que tem o maior percentual de juros. De R$ 1 mil que você paga, R$ 900 são para pagar os juros (isso se chama amortização). A cada mês, o valor da parcela baixa por conta da amortização dos juros. Porém, se você quiser vender o apartamento antes de quitá-lo e já tiver pago R$ 10 mil, por exemplo, ele não valerá R$ 10 mil. Valerá menos, tipo R$ 5 mil. O resto é juros.
  • Você ganha poder de negociação. Quando finalmente puder comprar o apartamento, terá todo o dinheiro na mão e pagará à vista. E, como sabemos, quando se paga à vista, pode-se pedir descontos significativos. Isso significa quer você pode pagar menos ou comprar um imóvel mais caro.
Contras
  • Você precisa ter disciplina pra fazer dar certo. Quando você tem um carnê de financiamento para pagar e sabe que, se não pagar, vai se dar muito mal, você não pensa duas vezes. Dá um jeito de pagar mesmo quando o orçamento aperta. Se não encarar o dinheiro que deve ser guardado todo mês da mesma forma que uma parcela de financiamento, vai tudo por água abaixo e ficará de mãos vazias depois de alguns anos.
  • Você terá de esperar mais para ter um imóvel no seu nome. Mas não se iluda: ele será quitado em menos tempo!
Calculadora de simulação

Clique para acessar a calculadora de simulação

Agora que você já leu tudo, faça a simulação nesta calculadora do UOL Economia.
Você precisará cadastrar seu e-mail e então preencher os campos como o valor do apartamento desejado, o número de meses em que pretende financiar, a taxa de juros proposta pelo financiamento e, na comparação, o valor do aluguel de um apartamento, quanto vocês podem poupar por mês e qual é a taxa de rendimento da aplicação (poupança etc).
A planilha mostrará qual das duas opções é mais vantajosa para seu caso.
Divirtam-se e compartilhe aqui os resultados. Ah, vale dizer que eu e o Cauê optamos por essa opção para comprar nosso cantinho.”
Extraído.
Comentários desativados em Começando no aluguel para comprar meu imóvel à vista. Como?