menu close menu

Post

Tanta saudade…

Não vou mentir. Morro de saudades dessa terra e de tudo o que ela me faz lembrar e sentir. Claro que, como tudo na vida, nada é 100%, mas o importante são as marcas positivas e as boas lembranças que os momentos nos deixa. Correto? É por essa razão que resolvi deixar registrado um pouco, mas beeeem pouco da beleza da Bahia. Sou uma Pernambaiana apaixonada pela terra onde nasci, orgulhosa da terra onde vivi e saudosa da terra que por 5 anos morei, a Bahia. A Bahia é uma terra linda, liiiimpa e de gente feliz. Tem belíssimas praias, excelentes opções para lazer, liiindos e atraentes shoppings Center, além de restaurantes legais e de gente bonita. Amo a variedade das peças teatrais que ficam disponíveis para o público aos finais de semana, bem como as inúmeras feiras de moda no centro de convenções =D Amo o fato de tudo ser pertinho lá, desconsiderando o aeroporto que é distante- mas ele nem fazia parte da minha rotina hehehe (hoje faz). 

De todas as coisas, posso dizer que o que mais sinto falta é da melhor companhia que todos esses momentos me proporcionavam,  mas que hoje deixa apenas as lembranças de como era booooooooooooooom viver por lá. Acontece, né? Nesses casos não adianta sofrer, certo? A distância existe, mas, e daí? Ela não precisa ser uma inimiga ;p
Se você enfrenta o mesmo tipo de relacionamento que eu, “separados pela linha verde” (acredite, ela faz a Bahia ser longe de todo o mundo hauhauahauahauahau), ou por qualquer tipo de linha que existe no mapa, use ela a seu favor. Gaste menos, descubra novas amizades, desenvolva em você a capacidade de superação diante da distância. Deixe seu relacionamento melhor do que era (desafiador, hein?!). É possível, sim. Dá pra ser bem mais presente do que você imagina. Já ouviu aquele trecho de uma música “…quem foi que disse que pra tá junto precisa tá perto”? Verdade. O que une as pessoas de verdade são os sentimentos e não os corpos!!! E outra, não esqueça de que a distância aponta para os dois lados. Ambos estão distantes, então nada de “vítima”- Ok? “Aaahhhh, você não sabe o quanto é difícil pra mim….” pode até ser, e não questiono isso, mas se o seu relacionamento era bom enquanto perto e foi verdadeiro o tempo todo, estará difícil para os dois. Então não ache que você sofre mais do que a outra parte. Esse gesto pode resultar em várias “DRs” e não é legal. A diferença está na maneira de encarar esse desafio. Se você é daquelas que curte sofrer, ficar no “luto” por meses e faz questão de lembrar, lembrar e lembrar dos momentos bons para sofrer mais ainda, acorde!! Sofra porque ama, mas não porque gosta. É melhor mudar a postura, ou do contrário será um desafio bem puxado pra você superar toda essa fase. Mas se você é daquelas que abraça o desafio e vive de forma intensa todo esse momento buscando amadurecimento, Parabéns!! Tenho certeza que a distância entre vocês parecerá ser beeeem curtinha. 
Ah, cuidado também coma idéia de “Cooompras!! Vou tentar não sofrer e superar essa tristeza”. Perigoso, hein? Use o momento a seu favor. Gaste menos =D Se bem que, de vez em quando até que faz a gente esquecer e ficar mais sorridente, né? hauahauahauahau

Sucesso para todas que estão no mesmo barco, tá? Eu entendo vocês =D
Fica a dica.

Beijos

Deixe seu comentário