menu close menu

Post

“Uma mãe compartilha” | Paula Freitas ♡

Estou radiante com o meu primeiro dia das mães. A Minha gravidez foi planejada e bem tranquila, descobri que estava grávida na semana do Natal de 2011, um presente para mim e para o meu marido, e a minha princesa nasceu em Agosto de 2012.

 

Eu e o meu marido somos de Recife, contudo, moramos no Canadá desde maio de 2009 e a parte mais difícil da minha gravidez foi não poder compartilhar de perto com os nossos familiares e amigos esse momento tão especial e único. A cada dia uma emoção, uma descoberta, a barriga crescendo, o primeiro chutinho, os soluços, a primeira ultrassom, muita expectativa com a chegada de Lara. Lembro que a minha mãe, e eu agradeço a ela por isso, toda semana queria que eu mandasse uma foto da minha barriga para ela poder acompanhar o crescimento de Larinha :). Uma coisa muito boa também é que tivemos a oportunidade de voltar ao Brasil quando estava grávida e foi lá no Brasil que descobrimos que seria uma menina e foi uma delícia poder curtir esse momento com a família e amigos.

 

A nossa gorduchinha chegou cheia de saúde no dia 22 de agosto de 2012 trazendo mais alegria e mudando completamente as nossas vidas. Entrei em trabalho de parto no dia 21 agosto, e Lara nasceu as 08h09min do dia 22 de agosto de Parto natural, experiência inesquecível e que recomendo. Meu marido e a minha mãe estiveram comigo desde a primeira contração e assistiram ao parto, foi muito emocionante poder ver e pegar a minha Lara nos braços pela primeira vez. Uma sensação tão maravilhosa poder olhar e pegar no colo aquele bebezinho tão sonhado e tão esperado durante os 9 meses de gestação. Engraçado que antes de ser mãe escutei muito sobre o amor de mãe, e agora eu posso entendê-lo, é um amor tão grande, que não sei como cabe dentro do peito, Um presente de Deus.

 

Nos primeiros dois meses de Lara pude contar com a ajuda da minha amiga e linda mãe, a pessoa na qual eu me inspiro para ser uma boa mãe!Não tenho palavras para agradecer e até hoje eu não sei se teria conseguido sem ela. Ser mãe não é fácil, principalmente no primeiro mês, tudo é novidade, a sua vida muda completamente do dia pra noite, agora você tem a grande e a mais importante responsabilidade da sua vida que é cuidar de uma vida que depende pra tudo de você. Assusta muito no começo, mas apesar do cansaço, noites em claro, em virtude das cólicas, os medos, inseguranças, a adaptação da amamentação, vale muito a pena e  tudo isso passa, principalmente quando eu olho pra minha Lara e sou surpreendida com um sorriso banguelo. Eu e o meu marido sempre nos perguntamos, como é que a gente viveu tanto tempo sem ela? Não imaginamos as nossas vidas sem Lara, como é maravilhoso ter ela aqui com a gente.

 

Tive a ajuda da minha mãe por dois meses e da minha sogra por duas semanas, foi muito bom! Porém, elas tiveram que voltar pro Brasil. E agora? Essa era uma pergunta que não saia da minha cabeça, quando minha mãe estava perto de ir embora. E agora – eu me perguntava – será que dou conta? Filha pra cuidar, casa, comida, Marido e eu também preciso de um tempo pra mim. Aprendi que tudo tem seu tempo certo e o aprendizado é diário, com as experiências, erro e, acertos a rotina vai se criando e tudo fica bem.

 

Ser mãe longe da nossa família, do nosso país, amigos não e fácil, mas foi uma escolha que fizemos no passado pensando no futuro dos nossos filhos. Eu ainda estou de licença maternidade, aqui no Canadá a licença é de 1 ano, o que me permite ficar com a minha Lara em tempo integral ainda por alguns meses, depois que acabar ainda não sabemos o que vou fazer, mas está nas mãos de Deus e com muita oração tenho certeza que ele vai nos mostrar e dar sabedoria para tomar a melhor decisão.

 

 Bom, eu sempre quis ser mãe e sou grata a Deus pelo maior presente que já recebi: minha filha Lara, amo ser mãe e sou muito feliz por poder acompanhar e cuidar de perto dela, como é bom ver o desenvolvimento dela, como é bom aprender junto com ela, como é bom dar o banho, coloca-la pra dormir, preparar a comidinha e acompanhar o desenvolvimento do paladar dela, as caretas, os sorrisos, as gargalhadas, as tentativas de se levantar, o primeiro besourinho, as descobertas das mãos, dos pés,a arte de colocar o dedão do pé na boca, tudo é tão lindo, tão mágico, que qualquer noite mal dormida, qualquer cansaço é completamente esquecido. Eu Te amo pra sempre minha filha Lara, Obrigada pelo meu primeiro dia das mães! 

 

Parabéns para todas as mamães e em especial para a minha que é a minha inspiração para ser uma excelente mãe. 

 

 

Paulinha, que privilégio tê-la em nosso cantinho! Quero a Larinha pra mim hahahahahahahaha

Parabéns pelo exemplo de amor e dedicação! Com certeza sua vida mudou e você se transformou numa grande mãe! Dá pra perceber :)

 

Um grande beijo,

Mika Ferreira

 

 

Deixe seu comentário